"

"

Sua Empresa Aqui

Treino: Treinamento de Força para Crianças.

Força&Crianças

No curso de treinador, há uns tempos, um colega meu teve uma intervenção acerca das recomendações médicas para o treino físico de atletas jovens, sendo que não era aconselhável, nem treino de velocidade, nem treino de força. Não concordo e vou explicar porquê.

Apesar da grande preocupação que existia acerca dos benefícios (ou ausência deles) do treino de força em crianças, ou até do risco de lesão que existe, muitos médicos e investigadores mudaram a sua opinião e, presentemente, apoiam o treino de força em qualquer população, e, óbviamente, as crianças estão incluídas. As maiores organizações de medicina desportiva apoiam esta tomada de posição, desde que,e este ponto é fundamental, o planeamento , implementação e supervisão do programa sejam correctamente efectuados, por profissionais competentes .

Muito importante é o facto de as crianças começarem o treino de força com um nível baixo (adequado ao estado de desenvolvimento) de volume e intensidade, sendo que estes parâmetros vão progredir, com o desenvolvimento da actividade. É sempre bom começar num nível mais baixo e depois aumentar, do que começar alto demais e fazer asneiras.

  


A literatura recente tem demonstrado que as crianças (de ambos os sexos) podem aumentar a sua força, desde que se sigam os parâmetros que referi acima. Na investigação, crianças de 6 anos beneficiaram do treino de força, e, crianças pré-adolescentes tiveram ganhos na ordem dos 30-40%, com programas de treino que duraram entre 8 e 20 semanas. Parece que a melhoria em termos de força nas crianças é,no mínimo, semelhante aos adultos.

O treino de força tem influência em vários parâmetros do treino, como a anatomia do atleta, a redução de lesões,a melhoria da coordenação motora,e, finalmente, na performance. Um estudo indica que 50% das lesões por “overuse”, em criaças, poderiam ser evitadas se estas estivessem mais bem preparadas para a actividade física que vão desenvolver. É verdade que estas estatísticas preditivas valem o que valem, mas não podes ser ignoradas.


Na minha opinião, a maioria dos desportos tem uma grande componente de força e potência. Estudos têm mostrado aumentos na performance de testes como o salto horizontal,salto vertical, velocidade em 30m e testes de agilidade, através do treino de força em crianças, e, parece-me que este aspecto pode ser útil para a performance desportiva.

Treino de força apropriado É ACONSELHÁVEL para todas as populações, e as crianças não são excepção. Médicos que digam o contrário(o que parece não ser tão raro como isso), estão a ir contra a investigação e as recomendações das principais organizações de medecina desportiva.

Dito isto, o treino para crianças tem algumas particularidades que importa referir:
-A maioria do tempo deve ser utilizado para aumentar a noção do próprio corpo, a coordenação motora, bem como a capacidade de se mover correctamente. Realizar apenas treino de força convencional seria, não só uma perda de tempo, mas também contraproducente. Pelas suas características, a ginástica seria sempre uma excelente opção, tendo em vista o desenvolvimento das capacidades motoras da criança, o que a beneficiaria enormemente, no futuro;


-As crianças não apresentam ainda o sistema hormonal (a síntese proteica depende em grande parte deste sistema) desenvolvido, de modo a tirar o máximo partido do treino de força. A maioria do tempo deve ser dedicado ás capacidades referidas acima, porque é nestas idade que mais se pode melhorar. Não quer isto dizer que não se treina a força, mas não é o principal;

-Não se pode replicar o treino utilizado nos adultos. O treino deve ser maioritáriamente aeróbio, com algum treino anaeróbio (até aos 13-14 anos de idade);

-Devemos sempre esperar que o organismo se desenvolva e seja capaz de gerar uma resposta adaptativa, para poder utilizar e tirar partido das actividades mais intensas. Elas poderão ser utilizadas antes, mas não é o tempo óptimo para que delas tirem o melhor partido.

Conclusão:

Eu sou totalmente a favor do treino de força para todos. O que aqui discuto é qual será o melhor modo de ocupar a MAIORIA do tempo de treino. As crianças, se têm em vista o desenvolvimento atlético a longo prazo, devem evitar a especialização precoce, de modo a tirarem partido da maior variedade de estímulos possível. 

Há uma grande diferença entre não ser aconselhado e não ser prioritário. Eu estou completamente de acordo com a segunda e em completo desacordo com a primeira.


Matéria Editada Por: Treino Monster
Fonte: http://www.facebook.com/
Fotos: Giuliano Stroe e seus irmãos. 

1 comentários:

Postar um comentário


Tire Dúvidas: Chat Monster

 

Quanto Monster !!

Leitores Online

Arquivo do blog

Receba Notícias por E-mail

Parceiros Monster



Blogspot'. All rights reserved.
Themes by @RooSouza l Treino Monster l Desde 2011