"

"

Sua Empresa Aqui

T-M Girls: Visão feminina ao treinamento de alta intensidade...

Uma Perspectiva Feminina ao Treinamento de Alta Intensidade.por Sarah J. Williams
Por que será que as mulheres estão tão pouco dispostas serem legais consigo mesmas? Como uma personal trainer no sistema de alta intensidade, eu sou confrontada com as culpas e dúvidas de muitas mulheres que simplesmente sentem-se mal quando elas não passam pelo menos cinco horas na academia a cada semana. Por quê? Meu nome é Sarah Williams e eu sou uma instrutora de aeróbica em fase de recuperação. Eu digo recuperação, porque eu também sofro os golpes da culpa toda vez que 0,5 kg a 1 kg rastejam sobre minha balança de banheiro. Não importa o fato que eu tenha conseguido passar uma semana de férias com o meu marido. Não importa o quanto nós curtimos um ao outro. Por Deus, eu tenho um peso ideal, e eu nunca deveria me permitir excede-lo. Isto soa familiar? A aculturação das mulheres na nossa sociedade, conduziu muitas de nós a uma auto-imagem horrivelmente distorcida. Nós acreditamos, enquanto mulheres, que nós temos que fazer por merecer os prazeres e que não se pode desfrutar de algo a menos que você realmente pague por isso. Por exemplo, essas aulas de aeróbica com conselhos atraentes para antes dos feriados, do tipo: "Mexa Seus Pés Antes da Comilança" (Move Your Feet Before You Eat). Nós simplesmente não conseguimos vislumbrar adiante uma tarde com os entes queridos em um grande banquete. Não, primeiro nós temos que pagar por isso. Isto pode parecer um exagero, mas no meu caso, eu tenho inflamações nos tornozelos, joelhos que incomodam, fasciite plantar, e dor lombar como testemunhas da minha escalada rumo à feminilidade.
          
Tal como muitas mulheres, eu descobri o treinamento resistido de alta intensidade na técnica SuperSlow™, na edição de agosto da revista Voge. Depois de 12 anos como instrutora de aeróbica, numa média de cinco vezes por semana, eu continuava com 7 kg de sobrepeso. Antes de ler o artigo, eu tinha tentado de tudo para perder estes 7 kg. Eu passei fome, eu comecei a correr 5 km por dia, eu estava usando o StairMaster™, tudo isso, mais as aulas de aeróbica. Logo meus joelhos e pés começaram a doer a cada passo. Minha freqüência cardíaca em repouso era de 55 bpm, eu podia correr mais que muitos homens que eu conheço, mas ainda tinha esses ameaçadores 7 kg. Eu me lembro de durante minhas aulas de aeróbica, olhar para as minhas alunas e ver pessoas mais magras e mais jovens que me olhavam como se dissessem, "Ela é a instrutora?" E embora eu desse uma excelente aula, e todo mundo sempre adorasse, eu sabia que eu estava errando em alguma coisa. Ler aquele artigo foi como um epifanía. Pela primeira vez, tudo fez sentido. No curso de certificação em instrutora de aeróbica, algumas informações superficiais sobre os exercícios com pesos foram ministradas, mas apenas como uma complementação. Eu nunca tinha ouvido ou tinha lido a sério sobre o treinamento com pesos. Aqui repousam as mentiras e a fraude da indústria da aeróbica. Você alguma vez viu uma aula de aeróbica pela televisão? O que foi que você viu? 
                            
Pessoas jovens, fisicamente ativas, cheias de ritmo, em forma e se esforçando para ficar ainda mais em forma, e adorando fazer aquilo! Mas, para quem tais aulas de aeróbica são projetadas? Quem provavelmente são as pessoas instruídas pelos médicos para aumentar os níveis de atividades aeróbicas? A jovem radiante em sua malha de ginástica? Não! A verdade é que, em sua maior parte, o nosso modelo de mulher ideal em termos de forma física é irreal. Elas normalmente são mulheres jovens que ainda não estão experimentando as mudanças físicas e metabólicas que surgem com o tempo. Elas são naturalmente predispostas aos movimentos rítmicos e são cinestesicamente talentosas. Elas fazem tudo parecer tão fácil! A parte fraudulenta é que, nós sofremos lavagem cerebral para acreditar que qualquer uma poderá se parecer e poderá executar os mesmos movimentos, do mesmo modo. E eu acreditava nisso.

Eu comecei a dar aulas de aeróbica durante a era de ouro dessa ginástica, em 1985. Eu tinha dezessete anos. Quando eu olho para trás em direção a isso, eu não consigo acreditar que eu não esteja ainda mais lesionada. Todo aquele impacto repetitivo, cinco a sete vezes por semana. O que será que houve com todas aquelas maravilhosas instrutoras de aeróbica da T.V., sorridentes e com bochechas rosadas? Elas envelheceram. Aos vinte, eu estava na faculdade e ainda ensinando aeróbica, mas eu tinha começado a ganhar peso. Pouco a pouco, eu ganhei peso continuamente durante o período de 10 anos que se seguiu. Meu metabolismo tinha mudado. Era natural que isso supostamente ocorresse. E eu, é claro, pensando a meu próprio respeito como um fracasso completo. Após a leitura do artigo na Vogue, eu comecei a procurar por perto de onde eu morava, uma academia que trabalhasse com o sistema Super Slow, e me surpreendi por encontrar duas. Eu comecei a treinar com meu próprio personal trainer e depois de 6 semanas de treinamento de alta intensidade, eu finalmente perdi aqueles 7 kg. Eu parei de dar aulas de aeróbica depois que eu obtive minha certificação em Super Slow. Eu também li o livro do Dr. Barry Sears sobre a The Zone Diet™, e honestamente eu sigo a Zone Diet em aproximadamente 85% do tempo. Eu nunca tive nenhuma dificuldade em manter fora o peso que eu perdi, e continuo progredindo no meu próprio treinamento. Mas este artigo não é sobre a perda de peso ´per se´. Isto é sobre o direcionamento confuso e o enfoque distorcido que todos nós temos sobre o universo fitness. 


Agora eu sei sobre o que estar em forma realmente diz respeito. Isto é sobre viver uma vida mais longa, livre de enfermidades debilitantes. Uma vida onde eu possa passear de bicicleta ou a pé, agachar-me para afagar o meu cachorro, e não ter que me preocupar sobre como eu me sentirei no dia seguinte. O Treinamento de Alta Intensidade tornou isto possível para mim. Eu treino duas vezes por semana durante vinte minutos. Eu tenho um grupo de 30 clientes, homens e mulheres que fazem o mesmo. O local onde eu desempenho o meu trabalho é uma academia que ainda se pode chamar de tradicional, muitas pessoas olham para o que meus clientes e eu fazemos como algo controverso. Porém, todos os meus clientes mostraram melhorias notáveis em força e composição corporal nos cinco meses que eu os tenho treinado. Você não pode argumentar contra resultados visíveis. Agora mesmo, eu calculo uma média aproximada de três novos clientes a cada semana. Eles normalmente são mulheres que, como eu, foram tão enganadas pela indústria do fitness que eles estão ávidos para explorar novos caminhos. A maravilha sobre o treinamento de alta intensidade é tão real para elas como isto foi para mim. 




A minha esperança é que esta mensagem localize outras mulheres que estão descobrindo os benefícios e desafios do treinamento de alta intensidade. O palco do treinamento com pesos tem estado ocupado por homens por muito tempo, e eu sinto que todas as mulheres que agora estão entrando neste campo, precisam de representação, e uma oportunidade para compartilhar suas preocupações com outras mulheres. Sob o risco de soar como uma "pregadora" eu acredito que nós somos as donas dos nossos destinos. As mulheres como um todo tem que recusar a aceitação geral da ditadura da jovem e magra, com medidas 90 - 60 - 90, da indústria do fitness. Não que haja algo errado sobre ser jovem ou magra, mas porque um enfoque meramente cosmético deprecia o verdadeiro valor da boa aptidão física. Pior, esta mentalidade superficial degrada e gradualmente convence as mulheres de que o valor pessoal de cada uma delas repousa completamente numa aparência cosmética. 


 

Como mulheres, nós somos o apoio e a ternura em nossas famílias. Estereótipos aparte, isto simplesmente é um fato, e nós freqüentemente fazemos apenas isto. Imagine quanto mais valiosas seriam as cinco horas gastadas na sala de aeróbica, caso fosses aproveitadas com nossos esposos e nossas crianças.
O Treinamento de Alta Intensidade é o caminho do futuro, não porque seja novo, mas porque faz sentido. Usa métodos sadios para alcançar resultados reais, de uma maneira oportuna. Porém, distinto de outros aspectos da indústria do fitness, o treinamento de alta intensidade não oferece nenhuma cura milagrosa. Não há nenhuma pílula a ser tomada, ou roupa especial a ser usada para derreter gordura. 

 
O Treinamento de Alta Intensidade é sobre trabalho duro. É sobre suportar curtos períodos de dificuldade intensa, marcados por períodos mais longos de descanso. Greg Anderson, um treinador em Super Slow, me falou uma vez; "As pessoas gastarão milhões de dólares por uma mentira convincente, mas eles não gastarão cinco dólares por uma verdade". Isto me preocupa sobre o treinamento de alta intensidade, especialmente aqui na Califórnia onde a indústria da aeróbica tem uma influência tão poderosa. Eu me preocupo que a mera simplicidade que o treinamento de alta intensidade oferece, não seja sedutora o bastante. Eu sei que meus clientes vêem resultados, e é assim com todo mundo. Minha esperança é que os resultados se venderão por si mesmos. E os clientes que mais são gratos pelos resultados que eles vêem, são as mulheres. Eu acredito que enquanto mulheres, nós podemos aplicar uma alavancagem significativa em um esforço para promover o treinamento de alta intensidade. Para finalizar, meu desejo para todo mundo seria que fossem estabelecidas metas de aptidão física para a vida toda, que efetuariam mudanças positivas para a saúde e visão do futuro. Eu acredito que o treinamento de alta intensidade é o modo mais eficiente para realizar essas metas. 
Matéria Editada Por: Treino Monster
Fotos da Atleta: Christine Bullock
Fonte: http://hardtrainingpitstop.blogspot.com.br/

0 comentários:

Postar um comentário


Tire Dúvidas: Chat Monster

 

Quanto Monster !!

Leitores Online

Arquivo do blog

Receba Notícias por E-mail

Parceiros Monster



Blogspot'. All rights reserved.
Themes by @RooSouza l Treino Monster l Desde 2011